22ª edição do MMA Max Fight arrecada mais de mil pacotes de leite em pó

12

Nesta sexta-feira (0 3/05), devido a instabilidade do tempo, o Centro Esportivo Municipal Ubaldo Gonçalves (CEMUG) será palco da 22ª edição do Max Fight, luta de MMA, com a participação de lutadores profissionais consagrados.

Para o evento, 1.100 ingressos já foram trocados, e quem não quiser perder o espetáculo de lutas deverá trocar uma lata de leite em pó por ingressos no Caraguá Praia Shopping, na loja Sport Fight, aberta em horário comercial. As trocas seguirão até o final dos ingressos. No dia do evento, (03/05), as lutas amadores serão iniciadas às 19h30 e as profissionais ocorrem a partir das 20h.

Em sua 22ª edição, o Max Fight já anunciou o card para o grande show, que contará, mais uma vez, com duelos eletrizantes e promete uma boa presença de público.

A cidade de Caraguatatuba será representada pelo lutador Allan Guerra, professor de MMA do Fundo de Incentivo ao Desporto Amador (FIDA) da Secretaria de Esportes. O atleta luta na categoria peso-pena contra Douglas Bacaglini.

Após o lançamento oficial de sua 22ª edição, o Max Fight anunciou uma novidade para o evento em Caraguatatuba. Como sugestão da Comissão Atlética Brasileira de MMA, haverá duas lutas amadoras no MMA Max Fight e, nestas disputas, Caraguatatuba segue com mais um representante.

O caraguatatubense Guilherme Campos encara Patrick de Jesus, de Resende, na categoria 66 kg Amador. Na categoria 70 kg Amador, enfrentam-se os lutadores Ronaldo Ferreti, de Ubatuba, e Gleidson Oliveira de São Sebastião.

Na luta principal, pela categoria dos meio-médios, Henerson “Neném”, que possui um cartel de 13 triunfos e quatro derrotas, vindo de quatro vitórias consecutivas, terá pela frente o experiente Rodrigo Cavalheiro, de 36 anos, que soma um cartel de 22 vitórias e nove reveses, além de passagens por eventos como Brave CF, Titan FC, Bellator e outros.

No co-main event, pelo peso leve, Fabrício “Negão”, dono de 11 vitórias e três derrotas, que já ostentou o cinturão do Shooto Brasil, vai encarar o casca-grossa Cassiano Tytschyo, que acumula um vasto cartel de 27 triunfos e 15 reveses no MMA profissional. Ainda no card principal, pela categoria peso mosca, Eduardo Dinis terá Rafael Costa pela frente.

“Nesta edição, não teremos disputa de cinturão. Os destaques do card são as três lutas principais: Rafinha Costa contra Eduardo Dinis, Fabricio Negão, campeão do Shooto, que pega Cassiano, e a luta principal, entre Henerson Neném e o experiente Rodrigo Cavalheiro. São lutas que prometem fortes emoções para o público e que, certamente, serão de alto nível no dia 3 de maio”, projetou Ricardo Saldanha, CEO da franquia.